Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11624/2265
Autor(es): Quadros, Éder Santos de
Título: Estudo sobre atendimento pré-hospitalar à pacientes hipoglicêmicos.
Data do documento: 2018
Protocolo CEP: CA 9327451870000 02/07/18
Resumo: O presente estudo descreve o atendimento realizado pelo Serviço do Atendimento Móvel de Urgência e teve como objetivo identificar as ocorrências de atendimento pré-hospitalar à pacientes com diagnóstico de hipoglicemia oriundos de diferentes espaços no município. Trata-se de uma pesquisa documental de caráter quantitativo-qualitativo, que abrangeu 117 boletins de registros de atendimento móvel relacionados aos atendimentos casos de hipoglicemia. Os dados foram analisados através do programa Microsoft Excel e método análise do conteúdo. Os dados demonstraram que a maioria dos pacientes atendidos foi do sexo feminino, com predomínio de idade entre as faixas etárias de 31 a 40 anos e, a maior parte dos atendimentos aos pacientes hipoglicêmicos foi realizada nas residências localizadas no perímetro urbano. Cabe ainda ressaltar que o turno da manhã foi o período do dia que mais ocorreram atendimentos e que, o suporte básico de vida foi à equipe mais acionada pela regulação médica para efetuar a assistência e cuidado. Nos descritos verificou-se que aos índices glicêmicos mensurados pela glicemia capilar na abordagem inicial estavam abaixo de 30 mg/dl e com presença de alguma alteração neurológica e, para a maioria dos pacientes a reversão da hipoglicemia deu-se com a administração de glicose hipertônica endovenosa. No entanto, dos 117 pacientes atendidos em decorrência de síndromes hipoglicêmicas, 76 (65%) são diabéticos insulinodependentes, frente a resposta ao tratamento e cuidado recebido, 95 (81%) após ser estabilizado hemodinamicamente a indicação médica foi de permanecê-los em sua residência. No fechamento desta investigação breve, pontuou-se que as pessoas diabéticas, bem como, seus familiares tenham a prevenção, a orientação, a promoção á saúde e o empoderamento pessoal para o enfrentamento do diabetes com vistas ao autocuidado e consequentemente o controle da doença. Enfim, o processo de educação deverá ser contínuo e iniciado desde o primeiro momento de suspeita do diagnóstico de Diabetes Mellitus.
Nota: Inclui bibliografia.
Instituição: Universidade de Santa Cruz do Sul
Curso/Programa: Curso de Enfermagem
Tipo de obra: Trabalho de Conclusão de Curso
Assunto: Serviços médicos de emergência
Assistência hospitalar
Serviços hospitalares
Hipoglicemia
Diabetes mellitus
Promoção da saúde
Orientador(es): Roos, Nestor Pedro
Aparece nas coleções:Enfermagem

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Éder Santos de Quadros.pdf927.36 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solicitar uma cópia


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons