Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://hdl.handle.net/11624/2014
Autor(es): Nunes, Caroline Maria
Título: "A somatização é o carro chefe"? : prazer e sofrimento no trabalho de profissionais de saúde com ensino superior na cidade de Santa Cruz do Sul.
Data do documento: 2017
Protocolo CEP: CAAE: 69492217.0.00005343 - Número do parecer 2.149.288
Resumo: Este trabalho emerge na tentativa de entender os sintomas psicossomáticos apresentados pelos trabalhadores do campo da saúde e como enfrentam isso diariamente, já que estes profissionais estão entre os que mais adoecem em decorrência do trabalho. A presente pesquisa, de natureza qualitativa, teve como objetivo compreender de que modo a organização do trabalho pode ocasionar sintomas psicossomáticos nos trabalhadores da saúde com ensino superior na cidade de Santa Cruz do Sul - RS. Por sintomas psicossomáticos, pode-se entender que os mesmos acabam surgindo em decorrência de conflitos psíquicos que quando não resolvidos ou satisfeitos, podem levar o indivíduo ao sofrimento, encontrando no corpo uma via de alívio e descarga, manifestada por meio do adoecimento. Assim sendo, a doença psicossomática ocorre quando o sujeito apresenta o sofrimento psicológico em problemas fisiológicos, no qual, o corpo irá responder por meio de sintomas e queixas físicas, aspectos relacionados ao psiquismo. Desse modo, a pesquisa se deu, inicialmente, por meio do estudo bibliográfico e, posteriormente de campo. Possui como embasamento metodológico a Psicodinâmica do Trabalho a partir de uma adaptação, na qual foram utilizadas entrevistas individuais por meio da proposta da Bola de Neve para o levantamento de informações. Foram entrevistados nove profissionais da saúde com ensino superior completo, residentes do município de Santa Cruz do Sul - RS. A Psicodinâmica do Trabalho também fundamentou a interpretação e análise deste material, tendo em vista que este tipo de metodologia busca proporcionar um espaço para escuta do trabalhador, dando significado às suas vivências, tanto de prazer quanto de sofrimento vivenciados no local de trabalho. A partir dos resultados apreendidos durante às entrevistas, pôde ser investigado os sintomas psicossomáticos apresentados pelos profissionais de saúde participantes desta pesquisa, tais como dores de cabeça e no corpo em geral, cansaço físico, ansiedade, descontrole da pressão arterial, insônia, gastrite, estresse, entre outros tipos de adoecimentos que foram citados. Assim, foi possível refletir sobre os fatores que causam sofrimento em decorrência do trabalho, podendo vir à interferir diretamente na vida e na saúde dos trabalhadores. Além disso, comprovou-se a presença de estratégias defensivas, como a resistência utilizada pelos profissionais em relação ao não adoecimento, demonstrando certa fragilidade desta categoria, que impulsionada a direcionar os cuidados para o outro, acaba não encontrando tempo para cuidar de si.
Resumo em outro idioma: This work emerges in an attempt to understand the psychosomatic symptoms showing by the health area workers and how they face this day to day, since these professionals are among those who most fall ill due to the work. The present research, from qualitative nature, have had as an objective comprehend how the job organization can cause psychosomatic symptoms in health workers which have higher education in the city of Santa Cruz do Sul – RS. About psychosomatic symptoms is possible understanding that they emerge as a result of psychic conflicts which when are not solved or satisfied, may cause suffering in the person, finding in the body a way of relief and discharge, through illness. Therefore, the psychosomatic disease comes when the person shows psychological suffering in the form of physiological suffering, where the body may respond by symptoms and physical complaints, related aspects of the psyche. Thereby, the research occurred, in the beginning, through the bibliographical study and, later a field study. It has as methodological background the Psychodynamic of Work from an adaptation in which were used individual interviews by the Snowball proposal to the gathering of information. Nine professionals of health with higher education and residents of Santa Cruz do Sul were interviewed. The Psychodynamic of Work also substantiated the interpretation and analysis of this material, in order for this kind of methodology provide a moment to listen the workers, meaning them experiences, as much pleasure as suffering lived in the work. From the results apprehended during the interviews, could be investigated the psychosomatic symptoms showing by the health workers participants of this research, like headaches, body aches, physical fatigue, anxiety, disarray of the blood pressure, insomnia, gastritis, stress, among other illness types that were mentioned. Thus, it was possible to reflect about the factors which cause suffering due to work, that may interfere directly in the life and health of workers. Furthermore, it was proven the presence of defensive strategies, like resistance used by the professional to not get ill, which demonstrates the fragility of this category, that is impelled to care from others, doesn’t find time to care of itself.
Nota: Inclui bibliografia.
Instituição: Universidade de Santa Cruz do Sul
Curso/Programa: Curso de Psicologia
Tipo de obra: Trabalho de Conclusão de Curso
Assunto: Pessoal de saúde - Santa Cruz do Sul (RS)
Doenças profissionais - Aspectos psicossomáticos
Psicoterapia psicodinâmica
Psicologia industrial
Sofrimento
Prazer
Orientador(es): Perez, Karine Vanessa
Aparece nas coleções:Psicologia

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Caroline Maria Nunes.pdf1.02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir    Solicitar uma cópia


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons